Videoaulas, recursos didáticos e simulador de produtividade são algumas das funcionalidades das plataformas digitais gratuitas.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS:

Difundir conhecimentos técnicos e ajudar produtores rurais na tomada de decisões e na aplicação dos melhores métodos de produção da palma forrageira. Esse é o objetivo de um grupo de pesquisadores do IF Baiano, Campus Guanambi, que criaram um aplicativo para smartphones e um website para compartilhar, de forma mais acessível, o conhecimento adquirido e produzido durante suas pesquisas.

Gratuitas, as plataformas digitais disponibilizam a produtores rurais e demais interessados no tema recursos didáticos, publicações científicas, videoaulas, notícias e curiosidades sobre o universo da palma forrageira. Além disso, quem acessa o app, ainda tem acesso a uma ferramenta adicional: uma calculadora que permite estimar a necessidade da produção de palma necessária para a alimentação animal.

A palma forrageira é uma das principais culturas desenvolvidas no semiárido baiano devido a sua alta produtividade e tolerância a condições adversas. No entanto, a ausência de planejamento e falta de acesso a técnicas e informações mais avançadas acabam reduzindo o potencial de rendimento da produção de muitas propriedades rurais.

É esse problema que os responsáveis pela iniciativa vêm tentando minimizar a partir das plataformas digitais. O projeto de popularização do conhecimento é realizado no IF Baiano, com a parceria da Universidade Estadual de Minas Gerais (Unimontes), e surgiu como um dos resultados da pesquisa de pós-doutorado em Produção Vegetal do pesquisador Bruno Vinícius Guimarães, que é o idealizador do projeto. Também compõem a equipe técnica os supervisores Sérgio Luiz Donato (IF Baiano) e Ignacio Aspiazú (Unimontes), além dos colaboradores Fábio dos Santos Lima (IF Baiano), Alcinei Místico Azevedo (UFMG), Samuel Victor Macêdo (IFPE), Hiago Fagundes Couto (IF Baiano) e Tiago Marques Viana (IF Baiano).

Em junho deste ano, os produtos tecnológicos (aplicativo e a plataforma web) obtiveram o certificado de registro expedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Conheça mais sobre as funções e recursos das plataformas.

Videoaulas com especialistas apresentam técnicas de cultivo 

No site palmaforrageira.com.br, além de ter acesso fácil a estudos, trabalhos científicos e recursos didáticos (revistas, livros e manuais), o público tem acesso a videoaulas com professores e pesquisadores especialistas na cultura da palma forrageira. Até o momento, estão disponíveis 21 videoaulas tratando de assuntos como irrigação, preparo do solo, aspectos ecofisiológicos da palma forrageira, predição de produtividade, ataque de pragas, dentre outros.

Projeto reúne videoaulas com professores especialistas no cultivo da palma forrageira, levando informação técnica de qualidade a produtores rurais.

Calculadora que ajuda a planejar produtividade da palma forrageira

Um dos principais usos da palma forrageira no semiárido é na alimentação animal. Para auxiliar o produtor a planejar a produção de palma necessária para essa finalidade, o aplicativo dispõe de um simulador, que permite identificar o cálculo da área a ser plantada para alimentar o rebanho por determinado período.

Aplicativo ajuda produtor a planejar área de plantio da palma forrageira. (Foto: IF Baiano / Campus Guanambi)

Segundo Guimarães, o simulador foi gerado a partir da aplicação de modelos matemáticos que ele desenvolveu durante sua pesquisa de doutorado. “Em nosso estudo de tese, buscou-se a resolução de um problema ou lacuna acadêmica a dois segmentos importantes no sistema de produção da palma forrageira nas condições do semiárido baiano. Sendo eles, o tamanho ótimo de parcela e modelos eficientes para predição da produtividade da cultura forrageira”, explicou.

Além da calculadora, o aplicativo apresenta outras possibilidades de uso da palma, como na alimentação humana, agroindustrialização e produção de corantes.

Espaço aberto para diálogo entre produtores e especialistas

Um outro recurso criado pelo projeto é o quadro “O produtor pergunta e o IF Baiano responde!”. A ideia é que os produtores rurais mandem suas dúvidas ou peçam dicas de como aplicar as técnicas de cultivo da palma em suas propriedades.

Em um dos vídeos disponibilizados no site, o produtor rural João Batista, do povoado de Morrinhos, na região de Guanambi, Bahia, pergunta qual tipo de palma deve cultivar em determinada área de sua propriedade. Em seguida, um dos pesquisadores do projeto responde a questão fazendo demonstrações diretamente da unidade de agricultura do IF Baiano, Campus Guanambi.

O registro das perguntas dos agricultores, seguido das respostas enviadas pelos especialistas, pode ajudar outras pessoas que possam ter a mesma dúvida, ou problemas semelhantes em suas propriedades. Por isso, o pesquisador encoraja que o público continue enviando suas perguntas em vídeo para o projeto para que mais conhecimento possa ser compartilhado.

Ver matéria

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here